Bolívia: Presidência de fato de Jeanine Áñez é ilegal, diz magistrado do Tribunal Constitucional

O juiz afirmou que o Código de Processo Constitucional da Bolívia reconhece apenas como vinculativo as sentenças, declarações e ordens constitucionais, de modo que o comunicado com o qual a sucessão foi anunciada não tem relevância legal. Conteúdo original em: http://www.juventudrebelde.cu/ Autores: